Pages Menu
Categories Menu
Club de Regatas Vasco da Gama

Club de Regatas Vasco da Gama



No dia 21 de agosto de 1898, um grupo de 62 esportistas fãs de remo – a maior parte ligada à colônia portuguesa – fundava na cidade do Rio de Janeiro o Club de Regatas Vasco da Gama.

A atuação no futebol, porém, ocorreu apenas em 1915, com a fusão com um outro clube de origem lusitana que já atuava dentro dos gramados chamado de Lusitânia Futebol Clube.

O Vasco da Gama estreou na terceira divisão do futebol carioca e conquistou o primeiro título já em 1922, na Liga Metropolitana. No entanto, outro fator impulsionou o crescimento da equipe.

O clube lusitano foi o primeiro do Rio de Janeiro a aceitar atletas negros no time, quebrando uma barreira étnica, social e financeira imposta pelos já grandes Fluminense, Flamengo e Botafogo.

Em 1923, o Vasco da Gama foi campeão carioca pela primeira vez com o time chamado de “camisas negras” por causa do uniforme, todo preto, com a Cruz de Cristo estampada no peito.

O alvinegro sofreu repressão, com tentativas de exclusão dos torneios, mas resistiu e quebrou barreiras. Em 1927, a colônia portuguesa se uniu para construir o estádio de São Januário.

Sem qualquer apoio de recursos públicos, o Vasco da Gama ergueu o então maior estádio da América Latina. Em 1930, o clube cedeu quatro atletas para o Brasil na primeira Copa do Mundo.

Em 1934, o Vasco contratou o maior astro do futebol brasileiro na época, Leônidas da Silva, e se tornou campeão estadual. O auge, porém, começaria exatamente na década seguinte.

Entre 1945 e 1947, o cruzmaltino teve o “Expresso da Vitória” com Ademir de Menezes, Augusto, Barbosa, Bellini, Danilo, Friaça, Heleno de Freitas, Ipojucan, Jair da Rosa Pinto e Tesourinha.

Aquele esquadrão se tornou o primeiro time brasileiro campeão continental, vencendo o pioneiro Campeonato Sul-Americano de Seleções ao derrotar o argentino River Plate na final.

Em 1950, o Vasco da Gama foi a base da seleção brasileira na primeira Copa do Mundo disputada no país. Em 1965, o clube se tornou campeão da primeira Taça Guanabara da história.

A década de 1970, porém, seria ainda mais vitoriosa. Com o maior artilheiro da história cruzmaltina em campo, Roberto Dinamite, veio o inesquecível título do Campeonato Brasileiro em 1974.

O bicampeonato viria em 1989, o tri em 1997 e o tetra em 2000. Uma época em que Romário e Edmundo passaram a brilhar com a camisa do Vasco da Gama. A melhor taça viria em 1998.

Foi quando a equipe conquistou pela primeira vez o título da Copa Libertadores. Em 2000, veio o caneco da Copa Mercosul. Em 2011, o time ainda foi campeão da Copa do Brasil.