Newsletter subscribe

Atlético-MG, Posts

Clube Atlético Mineiro

Clube Atlético Mineiro
Posted: 25/03/2016 at 09:00   /   by   /   comments (0)

No dia 25 de março de 1908, um grupo de estudantes se reunia no coreto do Parque Municipal de Belo Horizonte e fundava um dos maiores clubes da cidade: o Atlético Mineiro.

Entre os 22 jovens fundadores, a maior parte era de classe média e baixa. O objetivo era criar um clube que pudesse representar os moradores da periferia da capital.

O nome de fundação foi Athlético Mineiro Football Club, anos depois substituído por Clube Atlético Mineiro. As primeiras cores não foram o preto e branco, mas o verde e branco.

Tendo o “Galo” como mascote a partir dos anos 1930, o clube sempre foi tido como o representante das massas. Nas primeiras décadas, o principal adversário era o America-MG.

As agremiações faziam, na época, o “Clássico das Multidões”. Anos depois o Cruzeiro se projetou no futebol e passou a ser o principal rival do Atlético-MG dentro e fora dos campos.

Em 1908, o Atlético-MG foi o primeiro time a trocar as bolas de meia pelas bolas de couro. Em 1914, conquistou o primeiro torneio da cidade: a Taça Bueno Brandão.

Em 1930, o “Galo” teve o primeiro jogador de fora do eixo Rio-São Paulo convocado para a seleção brasileira: Mário de Castro. E, em 1950, um dos episódios mais ricos da história.

O Atlético-MG realizou uma excursão pela Europa, disputando dez partidas na Alemanha, Áustria, Bélgica, Luxemburgo e França. Foram seis vitórias, dois empates e duas derrotas.

A façanha rendeu ao clube o simbólico título de “Campeão do Gelo”, já que fez diversos jogos debaixo de neve. De lá para cá foram dezenas de conquistas e feitos inéditos no futebol.

Em 1969, o “Galo” foi a primeira equipe a vencer a seleção brasileira. Naquele 2 a 1, Amaury e Dadá Maravilha foram para as redes. Pelé descontou para o Brasil em posição duvidosa.

O Atlético-MG venceu a primeira edição do Campeonato Brasileiro, em 1971. O clube voltou a abraçar o país em 2014, quando se sagrou campeão da Copa do Brasil.

O “Galo” tem como título mais importante a Copa Libertadores da América de 2013, seguida pelas duas edições da Conmebol (1992 e 1997), além da Recopa Sul-Americana (2014).

Na galeria de ídolos estão Mário de Castro, Dadá Maravilha, Reinaldo, Gérson, Guilherme, Marques, Taffarel e Victor. Entre os técnicos, Telê Santana, Procópio Cardoso e Levir Culpi.