Newsletter subscribe


Flamengo, Fluminense, Grêmio, Posts

Edinho – Edino Nazareth Filho

Edinho
Posted: 05/06/2016 at 09:00   /   by   /   comments (0)

No dia 5 de junho de 1955, nascia na cidade do Rio de Janeiro um dos principais ídolos da história do Fluminense e que também fez sucesso na seleção brasileira: o zagueiro Edinho.

O jogador chegou às Laranjeiras ainda garoto, com 13 anos, e despontou na equipe profissional em meio à chamada “Máquina Tricolor”, sensação do futebol carioca nos anos 1970.

Aquele esquadrão do Fluminense tinha craques como Felix, Carlos Alberto Torres, Paulo César Caju e Rivellino. E o zagueiro conseguiu, mesmo assim, ser um dos xodós da torcida.

Extremamente técnico, era um defensor que tirava a bola dos pés adversários sem recorrer a faltas. Sempre elegante em campo, saia jogando com a bola dominada e era um símbolo de raça.

Vestindo a camisa tricolor, Edinho ganhou os títulos cariocas de 1975 e 76. No entanto, ficou marcado mesmo por um gol decisivo na final da conquista estadual de 1980 contra o Vasco da Gama.

Em um estádio do Maracanã lotado, balançou as redes na vitória por 1 a 0 que deu ao Fluminense a taça naquele ano. O bom desempenho logo rendeu oportunidades na seleção brasileira.

Foi medalha de prata nos Jogos Pan-Americanos de 1975, além de ter sido convocado para a Copa do Mundo em 1978, 82 e 86. Não a toa, Edinho despertou as atenções do exterior.

Em 1982, foi contratado pela Udinese e, apesar da escassez de títulos, foi um dos destaques da equipe até 1987. Retornou ao Brasil para atuar no futebol carioca, mas no Flamengo.

Defendendo as cores rubro-negras, Edinho fez parte do elenco campeão da Copa União daquele ano. Em 1988, teve um rápido retorno ao Fluminense, mas sem levantar taças.

Já em 1989, no Grêmio, ele seria campeão da primeira edição da Copa do Brasil. Foi titular daquela vitória gaúcha ao lado de Mazaropi, Alfinete, Cuca, Assis, Lino e Paulo Egídio.

Edinho, contudo, ficou mesmo marcado como uma das principais revelações do Fluminense, sendo um dos maiores ídolos do clube. Encerrou a carreira em 1990 para se tornar treinador.