Pages Menu
Categories Menu
Em 1985, frango de Gilmar e protesto de organizadas marcava Lusa e São Paulo

Em 1985, frango de Gilmar e protesto de organizadas marcava Lusa e São Paulo



A temporada de 1985 foi marcada por confrontos extremamente disputados e históricos entre Portuguesa e São Paulo, que acabaram decidindo o título do Campeonato Paulista.

A taça ficou no Morumbi, porém, um dos jogos inesquecíveis ocorreu no segundo turno. Uma partida lembrada por um boicote das torcidas organizadas e um frango de Gilmar.

No dia 6 de outubro de 1985, Lusa e São Paulo se enfrentariam no estádio do Morumbi. O time rubro-verde havia sido campeão do primeiro turno e o tricolor liderava aquele returno.

Esperando um grande público para o clássico, a diretoria do São Paulo aumentou o valor dos ingressos. De imediato, houve um boicote das torcidas organizadas dos dois clubes.

Houve até quem tivesse comprado o ingresso, mas desistido de entrar. Afinal, havia uma mobilização enorme nas entradas do Morumbi e uma pressão para que não se fosse à arquibancada.

Em campo, uma partida disputadíssima. O São Paulo contava com Gilmar, Zé Teodoro, Oscar, Dario Pereyra, Nelsinho, Falcão, Márcio Araújo, Silas, Muller, Careca e Sidnei.

Já a Lusa, comandada por Jair Picerni, foi ao gramado com Serginho, Luciano, Luís Pereira, Eduardo, Albéris, Célio, Toninho, Toquinho, Edu Marangon, Luís Muller e Esquerdinha.

O São Paulo tentou pressionar do primeiro ao último minuto, mas acabou sofrendo com os contragolpes rápidos de um time extremamente jovem e rápido que a Portuguesa tinha.

Em uma das descidas frustradas da Lusa ao ataque, um lance curioso. Aos 30 minutos do primeiro tempo, ao tentar sair jogando, o goleiro Gilmar lançou a bola contra o próprio gol.

Um gol estranho, bizarro, inesquecível. Coube à torcida da Portuguesa fazer a festa nas arquibancadas do Morumbi – e também do lado de fora do estádio, em protesto.

O técnico tricolor era Cilinho, que ao sair de campo elogiou o zagueiro lusitano Luís Pereira. O defensor, aliás, foi eleito o melhor jogador em campo por toda imprensa esportiva.

O experiente zagueiro teria barrado todas as tentativas do Tricolor. Com a vitória por 1 a 0, a Lusa se igualava em pontos ao São Paulo na liderança do segundo turno com 38 pontos.