Newsletter subscribe

Posts

Estádio Jornalista Mário Filho – Maracanã

Estádio Jornalista Mário Filho - Maracanã
Posted: 02/08/2016 at 07:00   /   by   /   comments (0)

O estádio do Maracanã foi construído pelo governo do Rio de Janeiro para ser a principal sede da Copa do Mundo de 1950, a primeira disputada no Brasil, que ainda tinha campos acanhados.

A ideia sofreu uma forte resistência da população e de parte da imprensa, além de determinadas alas políticas. No entanto, o apoio foi crescendo conforme as obras avançavam.

A pedra fundamental do estádio foi colocada no dia 2 de agosto de 1948, pouco menos de dois anos antes do torneio. O projeto inicial previa uma capacidade total de 155 mil torcedores.

Mais de 1.500 funcionários trabalharam na construção desde o início e outros 2.000 foram empregados nos últimos meses. O estádio teria várias características bem peculiares.

Cinco vestiários, quatro túneis subterrâneos de acesso ao gramado, fosso em desnível para separar o campo da arquibancada e cobertura parcial com refletores embutidos.

O estádio recebeu o nome do jornalista Mário Filho, irmão do também cronista Nelson Rodrigues. Mário foi um grande apoiador do projeto e era um dos principais colunistas esportivos da época.

O apelido Maracanã veio do Rio Maracanã, que corta a região da Tijuca, na Zona Norte da cidade. O estádio foi inaugurado, ainda inacabado, no dia 16 de junho de 1950.

Em uma partida entre a seleção carioca e a seleção paulista, o craque Didi marcou o gol inaugural. Os donos da casa, porém, perderam o jogo para a equipe de São Paulo por 3 a 1.

A Copa do Mundo foi realizada com várias partes do estádio ainda em obras. A construção só foi encerrada de fato na década de 1960. Houve três remodelações ao longo do tempo.

O estádio do Maracanã recebeu diversas finais de Campeonato Carioca, Torneio Rio-São Paulo Campeonato Brasileiro, Copa do Brasil, Copa Libertadores e até do Mundial Interclubes.

Em 2007, o Maracanã sofreu a segunda grande reformulação e recebeu as cerimônias de abertura o encerramento dos Jogos Pan-Americanos. Sete anos depois viria mais uma obra.

Desta vez, para receber partidas da Copa do Mundo de 2014. Foi quando o estádio ganhou formato de arena e se adequou às exigências internacionais, com padrão da FIFA.

O recorde de público do Maracanã gera polêmica, mas a maioria das medições aponta para a final da Copa do Mundo de 1950, com vitória do Uruguai sobre o Brasil por 2 a 1: 199.854 pessoas.