Newsletter subscribe


Grêmio, Posts

China – Henrique Valmir da Conceição

Henrique Valmir da Conceição - China
Posted: 13/09/2016 at 07:00   /   by   /   comments (0)

No dia 13 de setembro de 1959, nascia na cidade de Espumoso, no interior do Rio Grande do Sul, um dos jogadores que mais representaram o espírito de garra gremista: o volante China.

O atleta era o famoso jogador “carrapato”, que não dava espaço aos adversários, chegava junto e fazia valer a força física. Ficou marcado pela raça e pela determinação deixadas em campo.

Henrique Valmir da Conceição iniciou a carreira profissional no 14 de Julho, clube da cidade gaúcha de Passo Fundo, em 1978. De lá partiu para a Chapecoense, onde conquistou o primeiro título.

Foi um dos destaques do time que venceu a Taça Santa Catarina em 1979 e despertou a atenção da diretoria do Grêmio. Contratado em 1980, logo assumiu a titularidade e encantou a torcida.

China jogou ao lado de craques como Mazaropi, Paulo Roberto, Baidek. Hugo de León, Paulo Cézar Caju, Renato Gaúcho, Caio e Mário Sérgio. Acabou se imortalizando no Tricolor gaúcho.

O volante foi pentacampeão gaúcho (1979, 80, 85, 86 e 87), além de levantar a taça do inesquecível Campeonato Brasileiro em 1981. Um título que despertou toda uma geração vitoriosa.

Como titular absoluto e um dos maiores símbolos da raça gremista, foi um dos destaques do esquadrão que se tornou campeão da Copa Libertadores e do Mundial Interclubes em 1983.

China era sempre o ponto de segurança da equipe, já que não brincava em serviço e era xodó da torcida. Chegou a ser contestado pela imprensa, mas nunca se deixou abalar.

O volante foi um daqueles jogadores que parecem ter nascido para atuar em um só clube. Ele ainda passou por Vasco da Gama, Noroeste-SP, Sport, Passo Fundo, Sãocarlense e Santo André.

No entanto, nunca repetiu o mesmo desempenho dos tempos de Grêmio. Foram, ao todo, três passagens de destaques no Olímpico: em 1980, de 1981 a 1984, e de 1985 a 1987.

Teve, porém, um relativo sucesso em Portugal, defendendo Penafiel (POR), Beira-Mar (POR) e Leixões (POR). Pendurou as chuteiras em 1994 e arriscou a sorte como treinador de futebol.

Imagens: Imortais do Futebol, Já joguei no Grêmio e Grêmio.net