Newsletter subscribe


America-RJ, Juventude, Portuguesa, Posts

Badeco – Ivan Manoel de Oliveira

Badeco
Posted: 15/03/2016 at 08:00   /   by   /   comments (0)

No dia 15 de março de 1945, nascia na cidade de Joinville, em Santa Catarina, um craque tanto nos gramados quanto nos estudos e que se tornou até delegado: o volante Badeco.

Ivan Manoel de Oliveira iniciou a carreira no América (SC), um tradicional clube da cidade natal. O apelido veio do pai, que também havia sido jogador, ídolo da equipe catarinense.

Em 1967, viajou para São Paulo a fim de realizar um teste nas categorias de base do Corinthians. Apesar de ter sido aprovado, recebeu poucas chances e foi para o Rio de Janeiro.

Tentou a sorte do America-RJ e chamou a atenção do técnico Zizinho. Logo chegou ao time titular, dividindo espaço com craques como Edu, Tadeu Ricci, Antonio Carlos e Alex.

O volante não conseguiu conquistar nenhum titulo no Mecão, mas se tornou ídolo da torcida. Sempre foi um líder dentro de campo, comandando o time taticamente e dando broncas.

Badeco retornou ao futebol paulista em 1972 como um dos principais reforços da Portuguesa. O clube vinha de uma reformulação e ele chegava para dar experiência.

Formou um meio-campo inesquecível ao lado de Dicá, Basílio e Tatá. Foi um dos mentores do craque Enéas e liderou o time na conquista do Campeonato Paulista de 1973.

O volante também se tornou ídolo no Canindé, sendo uma referência de disciplina e determinação dentro de campo. Ainda venceu a Taça São Paulo e a Taça Governador do Estado.

Em entrevista ao Acervo da Bola, ele falou um pouco sobre aquele período:

O jogador dividia o tempo dos treinos e dos jogos com os estudos. Tinha o sonho de se formar em Direito e se tornou delegado da Polícia Federal após encerrar a carreira.

Badeco ficou na Lusa até 1978 e ainda teve passagens por Comercial (MT) e Juventude (RS). Depois, passou a ser técnico de categorias de base e cuidar de associações de ex-jogadores.