Newsletter subscribe

America-RJ, Flamengo, Fluminense, Posts, São Paulo, Vasco da Gama

Jorge Amorim Campos – Jorginho

Jorge Amorim Campos - Jorginho
Posted: 17/08/2016 at 08:00   /   by   /   comments (0)

No dia 17 de agosto de 1964, nascia na cidade do Rio de Janeiro um lateral-direito que despontou no futebol carioca, foi campeão com a seleção brasileira e brilhou no exterior: Jorginho.

Rápido e com uma excelente visão de jogo, ficou marcado pelos passes precisos e por avançar em direção à grande área. Foi considerado um dos melhores na posição na época.

Jorge de Amorim Campos iniciou a carreira como profissional no America-RJ em 1983. No entanto, ficou marcado como um grande ídolo vestindo a camisa do Flamengo dois anos depois.

Nesse período, o lateral-direito já se destacava nas categorias inferiores da seleção brasileira. O craque conquistou medalha de prata nos Jogos Pan-Americanos de 1983 e na Olimpíada de 1988.

Na Gávea, Jorginho ganhou uma chance entre os titulares quando Leandro mudou de posição e foi para a zaga. Agarrou e não largou mais. Em 1986, venceu o primeiro título: o Campeonato Carioca.

No ano seguinte, já recebeu as primeiras convocações para a seleção brasileira principal. Em 1989, quando ainda defendia o Flamengo, conseguiu se tornar campeão da Copa América.

Logo após a conquista, Jorginho se transferiu para o Bayern Leverkusen (ALE). O lateral-direito foi destaque na conquista da Copa da Alemanha na temporada de 1992/93.

O sucesso foi tanto que, no mesmo ano, foi contratado pelo Bayern de Munique (ALE). Foi ali que Jorginho chegou ao auge, vencendo a Liga dos Campeões (1995/96) e Campeonato Alemão (1993/94).

Em meio a essa excelente fase, o craque foi chamado para a seleção brasileiro na disputa da Copa do Mundo de 1994. Fez parte daquela delegação que conquistou o tetracampeonato.

Jorginho ainda passou pelo Kashima Antlers (JAP), levantando as taças do Campeonato Japonês (1996 e 98), da Copa da Liga Japonesa (1997) e da Copa do Imperador (1997).

Uma década depois, o lateral-direito retornou ao Brasil para atuar no São Paulo. Em 2000, foi campeão brasileiro e da Copa Mercosul com o Vasco da Gama, tornando-se ídolo da torcida.

Antes de encerrar a carreira, Jorginho defendeu o Fluminense, onde foi campeão carioca em 2002. Pendurando as chuteiras, resolveu se dedicar à carreira de treinador e de auxiliar.