Newsletter subscribe

Posts, São Paulo, Uncategorized

José Ribamar de Oliveira – Canhoteiro

José Ribamar de Oliveira - Canhoteiro
Posted: 24/09/2016 at 06:00   /   by   /   comments (0)

No dia 24 de setembro de 1932, nascia na cidade de Coroatá, no Maranhão, um dos maiores gênios que o futebol brasileiro já teve na ponta-esquerda em toda a história: Canhoteiro.

Sempre alegre e bem humorado, cativava a crônica esportiva e as torcidas dos mais diversos clubes. Extremamente habilidoso e rápido, era dono de dribles desconcertantes e fortes chutes.

José Ribamar de Oliveira começou a jogar bola ainda nas ruas da cidade natal e, contrariando a família, passou a aceitar convites de clubes amadores para participar de partidas no estado.

Em uma das andanças, foi descoberto pela diretoria do América de Fortaleza. E ali, no futebol cearense, conseguiu se profissionalizar. Não demorou para que despontasse nos torneios.

O apelido de Canhoteiro veio justamente da habilidade que tinha no pé esquerdo. Veio a convocação para a seleção cearense, os jogos interestaduais e o interesse dos cartolas do São Paulo.

O ponta-esquerda passou a se firmar entre os titulares do Tricolor em 1955. Dois anos depois, tornou-se campeão paulista defendendo a equipe do Morumbi.

As fintas, que entortavam os adversários, encantavam o torcedor brasileiro. Canhoteiro logo se projetou como um dos grandes astros da época, atraindo torcedores aos estádios para vê-lo.

Com o sucesso também apareceram as primeiras chances na seleção brasileira. O craque vestiu a amarelinha no Sul-Americano, na Oswaldo Cruz e na preparação para a Copa do Mundo de 1958.

Na época, o ponta-esquerda foi cortado do torneio mundial. As alegações principais foram de problemas com disciplina, já que o jogador trocava os treinos pela farra, a concentração pela bebida.

Em 1960, já desacreditado pela imprensa e pela torcida em razão da fama de festeiro, passou a entrar em crise. Uma contusão agravou ainda mais a situação, sendo submetido a duas cirurgias.

A recuperação, porém, não foi boa. Canhoteiro disputou 402 jogos pelo São Paulo, conquistando 224 vitórias e 89 empates. Ainda passou por Toluca (MEX), Nacional-SP e SAAD-SP. Faleceu no dia 16 de agosto de 1974 vítima de um derrame cerebral.

Imagens: SPFC Notícias