Pages Menu
Categories Menu
Luís Antônio Corrêa da Costa – Müller

Luís Antônio Corrêa da Costa – Müller



No dia 31 de janeiro de 1966, nascia na cidade de Campo Grande, em Mato Grosso do Sul, uma das principais revelações do futebol brasileiro nos anos 1980: o atacante Müller.

Luís Antônio Corrêa da Costa despontou entre os titulares do São Paulo em 1985, puxado das categorias de base pelo técnico Cilinho e integrando os famosos “Menudos do Morumbi”.

Com rapidez, excelente visão de jogo e ótimas finalizações, logo passou a se destacar com a camisa 7. Não demorou para ganhar a torcida e conquistar os primeiros títulos no Tricolor.

Atuando como um falso ponta-direita, conquistou o Campeonato Paulista (1985 e 87) como revelação e fez parte do time histórico que levantou a taça do Campeonato Brasileiro (1986).

Considerado uma das principais promessas do futebol brasileiro, ganhou uma oportunidade no futebol europeu. Entre 1988 e 1991, morou na Itália e vestiu a camisa do tradicional Torino.

Não teve tanta sorte, afinal, o clube não passava por uma boa fase. Voltou ao Brasil para novamente defender o São Paulo. Foi quando chegou ao auge da carreira profissional.

Müller foi campeão da Copa Libertadores e do Mundial Interclubes em 1992 e 1993. Na última conquista, marcou o gol do título em uma partida emocionante e inesquecível contra o Milan (ITA).

A fase excepcional rendeu ao craque a convocação para defender a seleção brasileira na Copa do Mundo de 1994. Apesar de não ser titular absoluto, fez parte da delegação campeã.

Depois de uma rápida passagem pelo Kashiwa Reysol (JAP), fechou contrato com o Palmeiras e fez parte do famoso “ataque dos 100 gols” que conquistou o Campeonato Paulista de 1996.

O atacante brilhou ao lado de Rivaldo, Djalminha e Luizão. Ficou famoso como o “garçom” do time, já que deixava os colegas na cara do gol. Foi líder de passes para gol no Parque Antarctica.

A carreira, porém, sempre teve relação com o Morumbi. No mesmo ano, Müller ainda voltou ao São Paulo para levantar o troféu da Copa dos Campeões Mundiais na temporada.

O craque chegou a tentar a sorte novamente na Itália, em 1997, quando passou pelo Perugia. No entanto, o sucesso estava mesmo no futebol brasileiro. Não demorou a retornar.

Teve também sucesso no Cruzeiro, onde resgatou os momentos de conquistas. Foi campeão mineiro (1998), da Copa Sul-Minas (1998), da Copa do Brasil (2000) e da Recopa Sul-Americana (2001).

Müller ficou marcado ainda como um dos jogadores que vestiram a camisa dos cinco grandes de São Paulo. Afinal, ele também teve passagens pelo Santos (1997-98), pelo Corinthians (2001) e pela Portuguesa (2003).

Ele ainda atuou em São Caetano (SP), Tupi (MG), Ipatinga (MG) e Fernandópolis (SP). Depois de pendurar as chuteiras, tornou-se treinador de futebol e comentarista esportivo.