Newsletter subscribe

Criciúma, Fluminense, Posts

Paulinho Cascavel

Paulinho Cascavel
Posted: 29/09/2016 at 09:00   /   by   /   comments (0)

No dia 29 de setembro de 1959, nascia no interior do Paraná um artilheiro que fez sucesso defendendo o Fluminense e que se tornou ídolo no futebol português: o atacante Paulinho Cascavel.

Rápido e técnico, ficou marcado como um exímio finalizador. Tinha qualidade tanto na bola parada quanto nas jogadas aéreas. Foi um dos grandes passadores e matadores do futebol.

Paulo Roberto Bacinello iniciou a carreira como profissional no Cascavel Esporte Clube, sendo campeão paranaense em 1980, um título dividido com o Colorado de Curitiba.

Em 1981, foi tentar a sorte em Santa Catarina. O atacante defendeu tanto o Criciúma quanto o Joinville, sendo artilheiro do torneio estadual nas temporadas de 1982 e 1984.

Nesse último ano, aliás, Paulinho acabou campeão catarinense com o Joinville. O sucesso no Sul do país fez com que ele despertasse os olhares dos cartolas do Rio de Janeiro.

Paulinho Cascavel chegou às Laranjeiras ainda em 1984 para vestir a camisa do Fluminense. Fez parte dos elencos campeões carioca e brasileiro naquele ano inesquecível do Tricolor.

Jogou ao lado de craques como Paulo Vitor, Aldo, Duílio, Ricardo Gomes, Branco, Jandir, Romerito, Assis, Delei, Washington e Tato, sob o comando do técnico Carlos Alberto Parreira.

Em 1985, o atacante se transferiu para o futebol português. Depois de uma passagem apagada pelo Porto (POR), passou a se destacar com a camisa do tradicional Vitória de Guimarães (POR).

Na temporada 1985/86, marcou 25 gols e se tornou sensação em Portugal. Na campanha seguinte, brilhou tanto no Campeonato Português quanto na disputa da então Taça da UEFA.

Sob o comando do técnico e ex-jogador brasileiro Marinho Peres, venceu o prêmio “Bola de Prata” em 1986/87 como o maior goleador do país, tendo anotado 22 gols no total.

Em 1987, fechou com o Sporting (POR) e se mudou para Lisboa. Em Alvalade, ficou por três temporadas e foi artilheiro logo na primeira com uma incrível marca de 24 gols marcados.

Encerrou a carreira no Gil Vicente em 1991, mas depois deu continuidade à fama de artilheiro em torneios de veteranos. Foi o goleador máximo dessa categoria por cinco vezes.

Imagens: CATVE