Newsletter subscribe

Botafogo, Fluminense, Posts

Paulo Amaral

Paulo Amaral
Posted: 18/10/2016 at 07:00   /   by   /   comments (0)

No dia 18 de outubro de 1923, nascia na cidade do Rio de Janeiro um dos técnicos mais marcantes, de personalidade forte e revolucionários do futebol brasileiro: Paulo Amaral.

Sério, carrancudo e muito disciplinador, costumava trocar farpas com os jornalistas esportivos. Ficou marcado não apenas pela careca e pelos músculos, mas pelas técnicas inovadoras.

Paulo Lima Amaral chegou a ser zagueiro do Flamengo e do Botafogo na década de 1940, mas pendurou as chuteiras ao se formar em Educação Física e ser convidado para ser preparador.

Trabalhou em comissões técnicas do Botafogo entre 1951 e 1958, ano em que foi chamado para integrar a delegação da seleção brasileira que conquistaria a Copa do Mundo na Suécia.

Um dos marcos daquela conquista foi justamente a volta olímpica de Paulo Amaral com uma bandeira da Suécia, em uma homenagem à hospitalidade da população naquele torneio.

Ele se tornou um dos pioneiros na preparação física, fazendo com que os clubes passassem a ter profissionais da área. Em 1960, assumiu o cargo de técnico do Botafogo pela primeira vez.

Ficou uma temporada também no Vasco da Gama e retornou à seleção brasileira em 1962 na conquista da segunda Copa do Mundo. Foi auxiliar técnico do lendário Aymoré Moreira.

Após aquela taça, Paulo Amaral assumiu a comissão técnica da Juventus (ITA) e fez muito sucesso. Conseguiu a façanha de levar a equipe ao vice-campeonato italiano na temporada 1962-63.

Ainda passou por Corinthians e Genoa (ITA) antes de voltar à seleção brasileira como preparados físico na Copa do Mundo de 1966. A partir de então passou a ser conhecido pela disciplina.

Depois de uma atuação conturbada no Atlético-MG, tentou agredir um trio de arbitragem enquanto defendia o Bahia. Tirou um ano de férias em 1969 para logo após chegar ao auge na carreira.

Coube a Paulo Amaral substituir Telê Santana no comando técnico do Fluminense. Apesar de ter ficado com o vice da Taça Guanabara, perdendo do Flamengo, teve apoio da diretoria.

Formou, então, um dos times mais inesquecíveis das Laranjeiras. Extremamente exigente, soube comandar com pulso firme aquele esquadrão de Felix, Oliveira, Galhardo, Flavio e Samarone.

Ajudou o Fluminense a conquistar o primeiro título do Campeonato Brasileiro, o então Torneio Roberto Gomes Pedrosa. Entrou definitivamente para a história do clube e do futebol carioca.

Ainda passou por Vasco da Gama, Porto (POR), seleção paraguaia, America-RJ, Remo, Al-Hilal (Arábia Saudita) e Guarani. O ex-zagueiro, preparador e técnico faleceu no dia 1º de maio de 2008.

Imagens: Wikipedia, História é o que interessa o resto não tem pressa e AEsportes