Pages Menu
Categories Menu
Roque – Marcelo José Ribeiro

Roque – Marcelo José Ribeiro



No dia 16 de abril de 1973, nascia na cidade de São Paulo um volante revelado nas categorias de base da Portuguesa e que ficou marcado na memória do torcedor luso: Roque.

Marcelo José Ribeiro era baixinho, mas muito rápido e de um excelente posicionamento. Foi um dos volantes que fez jus ao apelido de “carrapato”, já que não deixava os rivais em paz.

O atleta era um incansável dentro de campo, muito bom na marcação individual. Exigia muita velocidade dos adversários para que conseguissem passar pelo meio-campo da Lusa.

Formado nas categorias de base, chegou à Portuguesa em 1987. Despontou mesmo na década de 1990, quando subiu para os profissionais ao lado de grandes craques.

Roque fez parte do inesquecível time de Dener, Tico, Sinval e Pereira, campeão invicto da Copa São Paulo de Futebol Júnior em 1991 – a melhor campanha da história do torneio.

Em entrevista ao Acervo da Bola, o atacante Tico contou como foi aquela campanha, com detalhes sobre os companheiros, os treinamentos e os segredos de tanto sucesso:

A partir de então começou a ganhar oportunidades entre os profissionais e foi conquistando espaço. Em 1996, brilhou ao lado do experiente Capitão no meio-campo da Lusa.

O volante era titular daquela equipe que se tornou vice-campeã brasileira ao perder o título para o Grêmio na final. Roque era um dos mais carismáticos do time.

Jogou ao lado de grandes nomes como Zé Roberto, Zé Maria, Paulinho McLaren, Flávio Guarujá, Gallo, Caio e Rodrigo Fabri. Disputou, ao todo, 127 jogos com a camisa da Portuguesa.

Roque deixou o Canindé em 1997 e, a partir de então, tornou-se um “cigano da bola”. Antes de encerrar a carreira, passou por Guarani, Matonense-SP, Portuguesa Santista e Grécia.