Pages Menu
Categories Menu
Serginho Chulapa

Serginho Chulapa



No dia 23 de dezembro de 1953, nascia na capital paulista um dos mais polêmicos e controversos personagens do futebol brasileiro: o artilheiro Serginho Chulapa.

O talento do então jovem promissor foi descoberto nos campos de várzea da Zona Norte da cidade. A carreira teve início nas categorias de base do São Paulo em 1968.
Foi promovido ao time profissional cinco anos depois pelo técnico Telê Santana. Chulapa chegou a ser emprestado ao Marília por seis meses, mas voltou para se firmar no Tricolor.

Logo passou a se destacar pela técnica, rapidez e oportunismo. Serginho despertava a fúria dos adversários não apenas pelos gols, mas pelo estilo catimbeiro e marrento de jogar.

No Morumbi, levantou a taça do Paulistão três vezes: 1975, 80 e 81. Além disso, foi campeão brasileiro em 1977. Chulapa marcou 248 gols, sendo o maior artilheiro da história tricolor.

A fama de estourado rendeu uma suspensão de 11 meses em 1978. Em uma partida contra o Botafogo, em Ribeirão Preto, ele chutou a canela do bandeirinha após um lance polêmico.

Chegou ao Santos em 1983, tornando-se o artilheiro do clube naquele ano e sendo o principal destaque da equipe campeã paulista de 1984. Logo se identificou com o Peixe.

No time de Vila Belmiro, Chulapa marcou 104 gols e igualou a marca do ponta-esquerda João Paulo. Ainda passou pelo Corinthians, pelo Marítimo (POR) e pelo Malatyaspor (TUR).

Serginho Chulapa também atuou no Atlético Sorocaba e na Portuguesa Santista, além de conquistar os primeiros acessos do São Caetano, que despontava no futebol nacional.