Newsletter subscribe

Atlético-MG, Fluminense, Guarani, Posts, São Paulo, Vasco da Gama

Telê Santana

Posted: 26/07/2016 at 02:53   /   by   /   comments (0)

No dia 26 de julho de 1931, nascia na cidade mineira de Itabirito um dos principais jogadores do futebol carioca nos anos 1950 e um dos maiores treinadores do país: Telê Santana.

Ainda muito jovem, começou a jogar bola no time da cidade natal: o Itabirense. Logo depois, passou a disputar partidas pelo clube que o pai administrava e treinava: o América de São João Del Rey.

Em 1949, foi levado para realizar testes no Fluminense e entrou para a equipe juvenil. Não demorou para ganhar as primeiras oportunidades entre os profissionais e se destacar.

Telê atuava como ponta-direita e foi um dos primeiros jogadores da posição com a característica de voltar ao meio-campo para ajudar na marcação. Desde cedo, inovava na forma de jogar.

O craque foi campeão carioca (1951 e 59), do Torneio Rio-São Paulo (1957 e 60) e a Copa Rio (1952), considerada por muitos como uma das primeiras tentativas de um torneio mundial.

Com um corpo franzino e alto, era apelidado de “Fiapo” e de “Tarzan das Laranjeiras”. No entanto, recebeu da crônica esportiva um nome muito mais carinhoso e marcante.

Após uma enquete realizada por um jornal esportivo do Rio de Janeiro, passou a ser chamado de “Fio de Esperança”. Era um jogador extremamente regular e que brilhava nas decisões.

Telê ainda vestiu a camisa do Guarani entre 1960 e 1962, além de passar por uma temporada por Madureira e Vasco da Gama. Pendurou as chuteiras e resolveu de tornar treinador.

Como técnico, ganhou o cenário nacional e se consagrou. Tudo começou no Fluminense, onde foi campeão carioca em 1969. No Atlético-MG, venceu o Brasileiro (1971) e dois estaduais (1970 e 88).

Pelo Grêmio, Telê foi campeão gaúcho em 1977. Tentando a sorte no exterior, faturou o Campeonato Árabe (1983), a Copa do Rei Árabe (1984) e a Copa do Golfo (1985) pelo Al-Ahly.

O auge veio no São Paulo, com duas taças do Mundial Interclubes (1992 e 93), duas da Copa Libertadores (1992 e 93), duas da Recopa Sul-Americana (1993 e 94), uma da Copa Conmebol (1994), uma da Supercopa Libertadores (1993), uma do Campeonato Brasileiro (1991) e duas do Campeonato Paulista (1991 e 92).

Telê também ficou marcado como técnico da seleção brasileira nas Copas do Mundo de 1982 e 1986, considerada por muitos a melhor de todos os tempos, mas que não foi campeã. Faleceu no dia 21 de abril de 2006.