Pages Menu
Categories Menu
Zé Carlos – José Carlos Conceição dos Anjos

Zé Carlos – José Carlos Conceição dos Anjos



No dia 20 de março de 1965, nascia em Salvador um dos maiores ídolos da história do Bahia e crucial na conquista tricolor do bicampeonato brasileiro: o meia-atacante Zé Carlos.

O jogador entrou no futebol tarde, apenas aos 18 anos, quando foi aprovado em uma peneira do Bahia. Magro e esguio, tinha na velocidade o ponto forte, além de ser um exímio finalizador.

Com 1,78m de altura e pesando apenas 63kg, José Carlos Conceição dos Anjos começou na equipe juniores. Já como um dos destaques, foi campeão baiano da categoria em 1985.

No ano seguinte, chegou à equipe profissional. Não demorou para desandar a marcar gols e conquistar a torcida. Logo em 1986, foi campeão baiano – título que se repetiria em 1987 e 1988.

Esta última temporada, aliás, marcou o auge da carreira do meia-atacante. Sob o comando do técnico Evaristo de Macedo, fez parte da linha de frente com Gil, Bobô, Charles e Marquinhos.

No entanto, coube a Zé Carlos ser o artilheiro do Tricolor de Aço na conquista do bicampeonato brasileiro. Marcando nove gols, o craque entrou definitivamente para a história do clube.

Ficou marcado como um dos heróis do título do Campeonato Brasileiro de 1988, lembrado pela garra, pelas rápidas descidas pela direita e pelos passes precisos para os companheiros.

Em 1989, foi convocado pelo técnico Sebastião Lazaroni para a seleção brasileira. Disputou, ao todo, quatro partidas. Uma contra Portugal, duas contra o Peru e uma contra a Arábia Saudita.

Zé Carlos despertou a atenção de outros grandes clubes e, em 1989, passou a defender o vice-campeão: o Internacional. O meia-atacante ficou em Porto Alegre por duas temporadas.

O craque foi bem, mas não repetiu o mesmo desempenho. Tanto que, em 1990, chegou a ser emprestado ao Guarani. Zé Carlos retomaria o bom futebol no Atlético-MG.

Chegou ao Galo em 1991 e logo de cara foi campeão estadual. Com o retorno da boa fase, os gols voltaram. Com a camisa alvinegra, ainda ganhou mais um título mineiro em 1995.

Zé Carlos teve uma passagem por empréstimo pelo futebol árabe, quando defendeu o Al-Hilal em 1992. Antes de encerrar a carreira, ainda passou pelo America-RJ na temporada de 1996.