Newsletter subscribe

ABC-RN, América-RN, Confrontos, Posts

América-RN 1×1 ABC – O gol mais rápido do mundo em 1981?

América-RN 1x1 ABC - O gol mais rápido do mundo em 1981
Posted: 21/05/2016 at 07:00   /   by   /   comments (0)

No dia 15 de abril de 1981, mais de oito mil torcedores assistiram das arquibancadas do Machadão ao gol mais rápido do estádio, do futebol potiguar e, para alguns, de todo o mundo.

América-RN e ABC decidiam a Taça Cidade de Natal, que valia pelo primeiro turno do campeonato estadual. O empate sem gols na semana anterior forçava os dois times a vencer.

Os alvirrubros vinham de uma excelente fase, buscando o tão sonhado tricampeonato. Já os alvinegros tentavam estragar a festa e interromper a sequência de títulos do rival.

Seguindo a sorte determinada pela moeda do árbitro César Virgílio, o América-RN daria o pontapé inicial do clássico. Mal sabia o juiz o que estava por vir logo após o primeiro apito.

A bola foi tocada para trás e o meia alvirrubro Didi Duarte, vendo o goleiro alvinegro Caetano adiantado, mandou um petardo do meio de campo e marcou um gol inacreditável.

O tento foi tão rápido que gerou polêmica entre a crônica esportiva. Alguns jornalistas anotaram que foi aos quatro segundos, outros aos cinco e houve quem falasse em seis ou sete.

A surpresa foi tão grande que nem o árbitro soube precisar o tempo, já que mal havia acionado o cronômetro. E, de quebra, nem a TV havia ainda começado a gravação do jogo.

Os equipamentos da TV Universitária de Natal chegaram atrasados ao estádio em razão de um problema em um dos veículos da emissora. Um azar em meio à sorte de Didi Duarte.

Mesmo porque, tempos depois, o gol só não entrou para o livro dos recordes por falta de uma gravação. O ineditismo e a beleza do gol foram tantos que uma placar foi feita.

Ela chegou a ficar por anos fixada no Machadão, até que o estádio foi demolido para dar lugar à Arena das Dunas, construída para a disputa da Copa do Mundo de 2014.

O resultado daquela partida? Terminou em 1 a 1, com um gol de empate de Noé Soares. O título daquele primeiro turno potiguar, decidido nos pênaltis, ficou com o ABC.

No entanto, foi o América-RN que se sagrou campeão estadual naquele ano, conseguindo o tetracampeonato em 1982. O gol, porém, superou qualquer outra lembrança.

O América-RN foi a campo com César Etcheverry, Saraiva, Norival, Odélio, Wassil Mendes, Jorge Bonga, Gilson Lopes, Didi Duarte, Sandoval, Marinho Apolônio e Severinho.

Já o ABC foi escalado com Caetano, Joel, Domício, Cláudio Oliveira, Betinho, Arié, Paulinho, Noé Soares, Juarez, Da Silva e Babá.