Newsletter subscribe


Portuguesa, Posts

Portuguesa Tri-Fita Azul (1954)

Portuguesa Tri-Fita Azul (1954)
Posted: 09/05/2016 at 07:00   /   by   /   comments (0)

No dia 9 de maio de 1954, a Portuguesa encerrava mais uma excursão à Europa e conquistava pela terceira vez o título da Fita Azul após permanecer invicta por 19 jogos seguidos.

O prêmio era concedido pelo jornal “A Gazeta Esportiva” aos times brasileiros que viajavam ao exterior e não eram derrotados. A Lusa já havia vencido a Fita Azul em 1951 e 1953.

Naquela época, a Rubro-Verde tinha uma das melhores equipes do país e era uma das que mais cedia jogadores à seleção. A Portuguesa era constantemente convidada para excursões.

O elenco era comandado pelo técnico argentino Abel Picabéa e tinha craques como Julinho Botelho, Djalma Santos e Brandãozinho. Os três, porém, não viajaram com o plantel.

Isso porque o trio estava a serviço da seleção brasileira, com a qual disputariam a Copa do Mundo naquele mesmo ano. A Lusa passou por Inglaterra, França, Alemanha, Turquia e Bélgica.

A delegação lusitana levou em torno de 48 horas para sair de São Paulo e chegar a Londres, com diversas escalas, já que os aviões daquela época não tinham autonomia para grandes distâncias.

Os jogadores lusos pisaram em território europeu em fevereiro e só voltaram para casa em maio. A única derrota no Velho Continente aconteceu logo na primeira partida.

No dia seguinte à chegada, cansados da viagem, os atletas encararam temperaturas baixíssimas e focos de neve. Além disso, ainda tinham o Arsenal pela frente no estádio Highbury.

Os donos da casa venceram por sonoros 7 a 1. Porém, a partir dali, a Portuguesa mostrou aos europeus porque cruzou o Oceano Atlântico para representar o futebol brasileiro.

Foram mais 19 partidas e nenhuma derrota:

22/02 – Portuguesa 5×2 Watford (ING)

24/02 – Portuguesa 2×0 Luton (ING)

02/03 – Portuguesa 0x0 Royal Tilleur (BEL)

07/03 – Portuguesa 0x0 Royal Charleroyi (BEL)

18/03 – Portuguesa 3×1 Angers (FRA)

24/03 – Portuguesa 3×1 Reims (FRA)

27/03 – Portuguesa 3×2 Rotweiss (ALE)

28/03 – Portuguesa 4×1 Borussia/Rheydter (ALE)

03/04 – Portuguesa 4×0 Besiktas (TUR)

04/04 – Portuguesa 0x0 Fenerbahce (TUR)

07/04 – Portuguesa 1×1 Adalet (TUR)

10/04 – Portuguesa 0x0 Vefa (TUR)

11/04 – Portuguesa 2×1 Galatassaray (TUR)

19/04 – Portuguesa 2×1 Dusseldorf (ALE)

22/04 – Portuguesa 4×2 Schwartzweiss (ALE)

29/04 – Portuguesa 2×1 Schalcke (ALE)

01/05 – Portuguesa 1×0 Tennis/Borussia (ALE)

05/05 – Portuguesa 2×0 Leibensnebungen (ALE)

09/05 – Portuguesa 6×0 Sheffield Wednesday (ING)

O time tinha jogadores como Lindolfo, Nena, Hermínio, Ceci, Renato, Nininho, Genê, Orestes, Edmur, Atis, Ortega, Clóvis, Válter, Osvaldinho, Pepino, Zinho, Dido e Pitico.

Além das vitórias e do prestígio, o elenco da Portuguesa foi pioneiro. Os atletas foram recebidos como astros de cinema na Turquia, que começava a popularizar o futebol no país.

A década de 1950 foi brilhante para a Lusa, que conquistou dois títulos do Torneio Rio-São Paulo (1952 e 1955), além das três edições da Fita Azul (1951, 1953 e 1955).