Newsletter subscribe


Confrontos, Fluminense, Palmeiras, Posts

Palmeiras e Fluminense – Os campeões da polêmica e pioneira Copa Rio

Copa Rio
Posted: 24/05/2016 at 07:00   /   by   /   comments (0)

Qualquer conversa sobre os clubes brasileiros que conquistaram o mundo acaba, de uma forma ou de outra, passando pelas famosas e tão pouco conhecidas edições da Copa Rio.

O torneio foi pioneiro na tentativa de uma competição de caráter mundial, mesmo sem ter sido organizado pela Fifa. O objetivo era reunir os campeões nacionais de todos os continentes.

O campeonato foi disputado em 1951 e 1952, sendo criado pela Confederação Brasileira de Desportos e apoiado pela Prefeitura do Rio de Janeiro – que patrocinou o nome do torneio.

Uma pesquisa pelos jornais da época encontra termos como “Torneio Mundial de Campeões”, “Campeonato Mundial de Futebol” e “Torneio Internacional de Campeões”.

Os jogos eram realizados no estádio do Pacaembu, em São Paulo, e do Maracanã, no Rio de Janeiro. O desejo era manter vivo o interesse do brasileiro por futebol após o fracasso da seleção canarinho na Copa do Mundo de 1950.

O Palmeiras venceu a primeira edição e o Fluminense ficou com a taça da segunda. A conquista alviverde chegou a ser reconhecida pela Fifa, mas a tricolor ainda está sob análise.

A Copa Rio de 1951 contou com a participação do campeão carioca Vasco da Gama, do campeão paulista Palmeiras, da Juventus (ITA), do Sporting (POR), do Viena (AUS), do Nacional, (URU), do Estrela Vermelha (IUG) e do Nice (FRA).

O time de Parque Antarctica chegou à final contra a Juventus. No primeiro jogo, em São Paulo, venceu por 1 a 0. Na partida final, no Rio de Janeiro, empatou em 2 a 2, ficando com a taça.

O alviverde do técnico Ventura Cambón tinha craques como Fábio, Salvador, Juvenal, Túlio, Villa, Dema, Lima, Ponce de León, Liminha, Jair da Rosa Pinto e Rodrigues.

Já os juventinos do técnico Carver tinham como time-base Viola, Bertucelli, Manente, Mari Jacomo, Parola, Bizzoto, Muccinelli, Karl Hansen, Boniperti, John Hansen e Praest.

A segunda edição, com o mesmo formato, teve em disputa em 1952 o campeão carioca Fluminense, o campeão paulista Corinthians, o Peñarol (URU), o Grasshopper (SUI), o Sporting (POR), o Saarbrücken (ALE), o Libertad (PAR) e o Viena (AUS).

O Fluminense encarou o Corinthians na final. Os dois jogos foram disputados no Rio de Janeiro. No primeiro, vitória tricolor por 2 a 0 e, no confronto final, empate em 2 a 2.

A equipe das Laranjeiras, do técnico Zezé Moreira, tinha Castilho, Píndaro, Pinheiro Jair, Edson, Bigode, Telê, Didi, Marinho, Orlando “Pingo de Ouro” e Quincas.

Já o Timão do técnico Rato subiu ao gramado na final com Gylmar, Homero, Olavo, Idário, Goiano, Julião, Cláudio, Luizinho, Carbone, Jackson e Colombo.

O torneio deixou de ser disputado depois daquela edição de 1952. Entre as justificativas da época, a dificuldade em trazer os clubes ao Brasil e a rivalidade extrema entre paulistas e cariocas.

A Fifa só organizou a primeira Copa Intercontinental em 1960 e o primeiro torneio chamado de Mundial em 2000. Na ocasião, porém, não se opôs à realização da Copa Rio.

Imagens: Pinterest, Sou Mais Flu, Fluminense, Amambai Notícias