Pages Menu
Categories Menu
Portuguesa 12 x 0 Ferroviário (BOL) – A maior goleada da história rubro-verde

Portuguesa 12 x 0 Ferroviário (BOL) – A maior goleada da história rubro-verde



A maior goleada rubro-verde em toda a história. No dia 2 de fevereiro de 1970, a Portuguesa derrotava o Ferroviário (BOL) por sonoros 12 a 0 em uma partida disputada na cidade de Oruro.

Comandada pelo técnico Aymoré Moreira, a Lusa começou o ano com uma excursão pelo território boliviano. A viagem, no entanto, foi muito diferente do que a diretoria havia planejado.

A delegação rubro-verde enfrentou um período de fortes chuvas na Bolívia e várias partidas programadas entre janeiro e fevereiro foram canceladas. No fim, houve apenas três amistosos.

O primeiro deles, contra o Litoral (BOL), terminou empatado em 1 a 1. Já o segundo confronto, contra o Ferroviário (BOL), acabou se tornando histórico pelo placar elástico e pelo recorde.

O técnico Aymoré Moreira mandou a campo um time formado pelos craques Orlando, Zé Maria, Marinho Peres, Guaraci, Américo, Lorico, Paes, Ratinho, Leivinha, Tatá e Rodrigues.

A Portuguesa não tomou conhecimento dos adversários. Ratinho (2), Leivinha (2), Basílio (2), Ulisses (1), Élcio (1), Luis Américo (1), Rodrigues (1), Tatá (1) e Milano (1) foram para as redes.

Mesmo após uma viagem extremamente cansativa e enfrentando a altitude, a Lusa superou as fortes chuvas e acabou sendo aclamada até pela imprensa local após a vitória.

Três dias depois, a Rubro-Verde encerrou a excursão batendo o Wilstermann (BOL) por 6 a 0. Apesar de curta, a viagem acabou sendo um marco na trajetória lusitana no futebol.

Naquele ano, Oswaldo Teixeira Duarte assumiu a presidência da Lusa, acelerou a construção do clube social e do estádio, dando impulso para um crescimento impressionante nos anos 1970.